Estilos de Tatuagem: Tattoo Biomecânica

É um estilo bem particular e diferenciado de tatuagem onde é algo como uma mistura de máquinas e o corpo humano. Costuma mesclar elementos da mecânica com desenhos convencionais e tem se espalhado pelo mundo, criando adeptos com muita facilidade.


Boa parte do que é influência para tatuadores ou tatuados vem de filmes como Exterminador do Futuro (Terminator), Alien e outros filmes alienígenas. Esses são aqueles filmes que conseguimos ver essa mistura de máquinas e esqueleto sob uma pessoa.

É um projeto bem interessante e ousado, mas para ter uma tatuagem visivelmente atraente é necessária uma boa combinação de: escolha de cores, sombras e um tatuador apto para desempenhar essa função, pois sem isso nunca teremos uma arte agradável.

biomecanica tattoo4
biomecanica tattoo
biomecanica tattoo5
biomecanica tattoo3
O que é mais indicado para alguém que começa nesse estilo é fazer uma pequena tatuagem em uma parte do corpo como o tornozelo e se gostar do resultado, continuar. Lembrando que muitas pessoas costumam fazer o fechamento de um braço e até mesmo do peito.

A ideia desse estilo de tatuagem é fazer com que as pessoas imaginem como seu corpo funciona por baixo da pele. No princípio elas demonstravam apenas pele, tecidos, como se o seu corpo tivesse sido rasgado e fosse mostrado o funcionamento interno. Mas é claro que com o passar dos anos a coisa ficou mais fantasiosa e então foram aparecendo os desenhos com uma robótica ‘saindo’ da sua pele.

biomecanica tattoo9

 

Obrigado pela atenção!
Para sugerir temas, deixe nos comentários.

Anúncios

Review: PVRIS – All We Know Of Heaven, All We Need Of Hell (2017)

A banda PVRIS já apareceu pelo Blog com a indicação de seu primeiro disco “White Noise” e hoje trazemos um review sobre seu mais atual trabalho: ‘All We Know Of Heaven, All We Need Of Hell’, que foi lançado em 25/08/2017.

capa all we know

Reprodução: Divulgação/Capa do All We Know Of Heaven, All We Need Of Hell

O disco traz composições mais densas e sentimentais que em seu trabalho anterior, mas entrega um resultado excelente e mais maduro.

Pvris

Reprodução: Divulgação

A música que abre o disco é ‘Heaven’ que tem uma linha de sintetizadores e utiliza bastante reverb em seu refrão. A música se torna muito densa como se fosse uma memória gravada no coração de Lynn quando ele canta o refrão “You took my heaven away”. Como característica da vocalista, a música alterna de sussurros para uma linha de gutural.


A música seguinte é ‘Half’ tem uma boa sonoridade, mas o grande apelo da música é a letra mais dark e a melodia não perde a essência da banda.


Em ‘Anyone Else’, ‘Walk Alone’ e ‘What’s Wrong’ percebemos que a banda segue uma linha de ideias do tipo ‘estou sozinho’ e deixa os seus medos transparentes para quem ouvir com atenção. As canções começam calmas e vão desenvolvendo uma densidade e tensão muito interessante que te fazendo sentir a energia da gravação.


Same Soul’ é totalmente mais suave do que tudo que já ouvimos deles mas apela para um vocal mais forte em seu refrão. Ela desliza bem entre a calma e a tempestade (mais pontos para ela). Na música fica aparente sua insegurança com um relacionamento que não está mais dando certo e os questionamentos de alguém nessa condição.

Winter’ começa calma, com sintetizadores bem suaves e uma bateria muito bem colocada, mas é no refrão que a música começa a despertar o sentimento de questionamentos pessoais novamente, em ‘Can you burn a fire in my flesh?’, onde ela grita na esperança de que a pessoa ouça.


No Mercy’ é forte do começo ao fim, com vocais fortes e uma bateria que acompanha esse mesmo sentimento de desabafo.

Separate’ é a música mais dark do disco. Nos leva ao sentimento principal da música: alguém que demonstra o seu amor por alguém e que ela não se importa com mais nada ao seu redor. Isso fica claro no refrão “Pull away the world from me / I don’t mind / As long as they don’t separate you from me I’ll be fine.”.

Em ‘Nola 1’ aparecem outros sentimentos que estão no disco todo: indagações pessoais e questionamentos em sua mente. A confusão de um relacionamento que não deu muito certo parece ter sido o tema central do disco e está escancarado mais uma vez.

Nesse disco, PVRIS demonstrou mais uma vez força e amadurecimento em suas melodias, letras e também no vocal de Lynn. Eles já não precisam provar mais nada na cena do rock. Apesar de não ser tão ‘pesado’ no sentido literal, o álbum traz uma explosão de sentimentos, confusões e medos que são abordados em todas as canções. Será questão de tempo para estarem tocando nos maiores festivais de rock como headliners. Então Rock in Rio, Lollapalooza e afins: PVRIS pede passagem! E será um erro não chamá-los!

Obrigado pela atenção!

Como Foi a Tattoo Week 2017?

E aí, galera! O Blog do Fabão esteve presente na edição 2017 do Tattoo Week e fez filmagens de lá (muita amadoras, me desculpem) e trouxe tudo num vídeo e nesse post. Espero que gostem do conteúdo!


Convenção

Foi-se o tempo em que surfistas, skaters, rockers, punkers monopolizavam as atenções ao exibirem a arte no seu corpo. Hoje, mais da metade da população mundial tem pelo menos alguma tatuagem. E por isso, independente do seu lifestyle não lhes faltam opções de escolha, seja qual for o seu gosto, estilo e interesse. E até crianças podem experimentar a ideia, pois haviam stands dedicados as maquiagens e pinturas que simulam tattoos reais. “Estamos há seis anos na luta, tudo é desenvolvido com uma mentalidade empresarial e graças aos nossos parceiros e apoiadores, chegamos onde estamos hoje”, conta o tatuador Enio Conte à revista oficial do Tattoo Week, de onde estou tirando todas as informações.

O sucesso não é sinônimo de acomodação. Todo ano a organização procura criar novos caminhos para tornar a Tattoo Week ainda mais abrangente e atrativa. Novas parcerias, categorias de premiação, concursos, workshops e etc.

Artistas

Além de todas as centenas de stands com diversos tatuadores do Brasil e do mundo todo, sempre o evento traz artistas renomados e de peso para qualificar ainda mais.

  • JC Sheitan: é um artista francês que é definitivamente uma lição de motivação pois perdeu o antebraço direito em um acidente mas não perdeu sua motivação para continuar tatuando. Ele iniciou uma jornada com seu amigo engenheiro e também artista para elaborar uma prótese que o possibilitasse continuar tatuando.
  • Jun Matsui: brasileiro, descendente de japoneses e que vive em SP. Foi responsável por tatuar a cantora Rihanna e por criar a tatuagem para uma das personagens da série Final Fantasy.
  • Yelo Molina: argentino que foi vencedor do concurso de tatuagem da Tattoo Show.
  • Diego Starpoli: organizador do Tattoo Show.

Atrações

  • Concurso de Tattoo e Piercing

Todos os dias os tatuadores se apresentam na sala de jurados com suas obras de arte para avaliação. São 28 categorias e cada uma dela contém regras para poder concorrer.

  • Concurso de Cosplay
  • Desfile de Catrinas e Zumbis
  • Campeonato Brasileiro de Skate Freestyle

 Bandas

  • Oitão (Punk/Hardcore)
  • Racionais MC’s (Rap)
  • Banda Jakers (Rock)
  • Mais Que Palavras (Hardcore)
  • Batalhas de Rap (Batalhas entre grupos)


Entretenimento

  • SK8ART4LIFESHOW

Artistas customizaram 50 shapes que serão leiloados e toda sua verba revertida para uma instituição que cuida de crianças com câncer.

  • Competição Body Paint

  • Carros

Exposição de carros low rider e hot rods.

  • Maquiagem Artística

A marca de maquiagem NYX que chegou recentemente ao Brasil deixou três profissionais no evento fazendo maquiagens artísticas no público e tudo de graça.

  • B Boys Battle

Grupos de dança competindo ao som de hip hop num campeonato de break.


Moda/Beleza

  • Miss Tattoo Week SP 2017

Todo ano tem o concurso que conta com 36 candidatas.

Agradecimento especial

O Blog do Fabão deixa um agradecimento aos estúdios e tatuadores(as):

Sampa Tattoo (@sampatattoo)
Dafne Cristhinne Pellizaro (@dafnecristhinne)
May Oiseaux (@mayoiseauxtattoo)
Pink Becker (@pinkbecker)
Ink House Tattoo Studio (@inkhousetattoostudio)
Xandó Tattoo (@xandotattoo)
Arts Val Tattoo (@artsvaltattoo)
Sedro Pessoa (@santotratotatoo)
Clube Rua (@cluberua)
Maiara Dalpiaz (@maidalpiaz)
Gabi Leilek (@gabileilek)
Videira Tattoo (@videiratattoo)
Vomit3d Studio (@vomit3dstudio)

 

 Obrigado pela atenção!

Inspiração: Tattoo nos Dedos

E aí, galera! Hoje trouxemos de volta as inspirações para tatuagens que é uma coluna bem querida do Blog do Fabão.

E para cada estilo tem algumas tatuagens com bons traços e que são bem legais. Se estava em dúvidas do que poderia tatuar na mão, esse post pode abrir um pouco sua cabeça e seus horizontes.  Lembrando que estamos finalizando o vídeo da Tattoo Week, então fica ligado!

Old School

Escrita

 

Animais

 

Flores

 

Fineline

 

Obrigado pela atenção!
Caso queira indicar algum tema, deixe nos comentários!

 

Review: Halsey – Hopeless Fountain Kingdom (2017)

Fala galera! Hoje vamos falar sobre música e é um review sobre o último álbum da cantora Halsey, que foi lançado 02 de junho. Colaboração de texto com Eric Anderson.

halsey hfk

hopeless fountain kingdom

Citando o prólogo original de Romeu e Julieta, a cantora começa o ambicioso Hopeless Fountain Kingdom, seu último álbum desde que lançou o Badlands (2015). Ele é inspirado na obra original Romeo + Juliet e na adaptação de Baz Luhrmann que foi lançado em 1996. O álbum é a versão dela para a trama, tendo como personagens Luna e Solis.

halsey

Foto: Reprodução/Divulgação

100 Letters” nos deixa com uma boa impressão do que está por vir: boa melodia, versos marcantes e ótimos vocais.

Eyes Closed” fala sobre estar em um novo relacionamento, porém pensando no antigo. Quem assina a letra e melodia da canção é Abel Tesfaye a.k.a The Weeknd.


Heaven in Hiding” e “Alone” são perspectivas das personagens em uma House Party, além do surgimento de uma nova personagem (assim como o baile de máscaras que acontece em Romeo + Juliet)  sendo a primeira com a perspectiva de Luna e a segunda de Solis.

Now or Never” foi o single de estreia do disco e o clipe foi dirigido pela cantora com uma fotografia que lembra bastante o estilo de Baz Lurhmann.


Em “Sorry” ela usa apenas sua voz, piano e toda sua sensibilidade para pedir desculpas a todas as pessoas que ela (ou Luna) afastou de sua vida.

Good Mourning” é um interlúdio para nos mostrar que o clima do álbum está mudando e logo vem “Lies” com participação do rapper Quavo e fala sobre a tensão sexual entra Luna e Solis.

A confiança e auto aceitação de Luna fica cada vez mais visível em “Walls Could Talk” (com uma sonoridade que lembra Britney Spears) e se concretiza com o vocal forte em “Bad at Love” porém o auge desses sentimentos se encontra em “Don’t Play”.

Halsey nos leva de volta a House Party com “Strangers” faixa que conta com a participação de Lauren Jauregui e é uma conversa das duas sobre como essa relação se restringia apenas ao afeto corporal. Essa é a primeira música que a mesma escreveu utilizando apenas pronomes femininos e como ela disse em uma entrevista é uma canção de amor LGBTQ.

Angel on Fire” parece ser outra parte da festa, porém com a personagem chateada por achar que ninguém parece se importar com ela.

Devil in Me” que é uma música com a letra escrita em parceria com Sia e discorre sobre se encontrar após o fim de um relacionamento e despertar o que está dentro de você.

E a última da tracklist é a canção “Hopeless” que é a parte final da história do álbum. Ainda é sobre o fim de um relacionamento e a vontade de seguir em frente, com o refrão “I hope hopeless changes over time” – traduzido “eu espero que falta de esperança mude com o tempo“.

 

Particularmente é um dos melhores álbuns do ano, sem dúvidas. E vale muito a pena reservar um tempo do seu dia para ouvi-lo.

Grato pela atenção!
Se quiser indicar algum álbum para review, deixe nos comentários.

Vem Aí: Tattoo Week 2017

Hoje vou falar sobre essa que é a maior convenção de tatuagem do planeta!

2017-Tattoo-Week-Sao-Paulo-min

Quando acontece?

Maior convenção de tatuagem e body piercing do mundo, a TATTOO WEEK atinge sua 7ª edição em São Paulo, nos dias 14, 15 e 16 de julho de 2017, no pavilhão vermelho do Expo Center Norte.

O que é?

Popularizar a arte da tatuagem no país, promover o intercâmbio internacional entre os profissionais e integrar o público apreciador da arte na pele ao apresentar as mais recentes tendências – desde estilos até lançamentos de produtos – são algumas das missões que a Tattoo Week São Paulo tem cumprido ao longo de sua existência.

Além disso, a infraestrutura de ponta garante que todos os expositores possam divulgar seus trabalhos em grande escala durante os três dias de atividades. Os visitantes, por sua vez, terão mais de 4 mil vagas de estacionamento, praça de alimentação e Espaço Kids à disposição, ratificando o ambiente familiar que tem marcado o evento.

Para 2017, a expectativa dos organizadores Enio Conte e Esther Gawendo é atingir um público superior a 70 mil pessoas.

Atrações

Atrações como o concurso Miss Tattoo, shows (no dia 16, domingo, teremos show do Racionais MC’S), workshops com renomados tatuadores do Brasil e do exterior e a competição de tatuagens nos mais diversos estilos são algumas das atrações que fazem o sucesso do evento. São 5 mil pessoas trabalhando no evento, entre eles, mais de 3 mil tatuadores, body piercer, body painter e artistas em geral. Além disso, já estão confirmadas as presenças dos tatuadores Mark Longenecker, James Vaughn Midres e Megan Jean Morris, do programa Ink Master. Isso sem falar nos tatuadores brasileiros, como Toshio Shimada, Alex Takahashi, Carlos Santana, Diego Cema, Diogo Silva, Tuzinho, entre outros tantos, impossível listar aqui.

Reconhecida pelo intercâmbio da arte, cultura e entretenimento que tem marcado todas as suas edições, a TATTOO WEEK SÃO PAULO já está consolidada como parte do calendário internacional do segmento.

A HISTÓRIA DA TATTOO WEEK – ENCANTO E RENOVAÇÃO

Seja bem-vindo À Tattoo Week SP 2017. À sua volta você encontrará mais de 3 mil artistas nacionais e internacionais, mais de 650 stands e uma série de oportunidades para se envolver cada vez mais no universo da tatuagem e do body piercing, aproveite!

Não é exagero afirmar que você está no maior evento do gênero no mundo. Já virou hábito reunirmos os melhores tatuadores do planeta, apresentando criações, produtos e serviços de primeira qualidade, compartilhando conhecimento e estabelecendo novos networkings. Para contemplar tudo isso, esperamos a presença de mais de 70 mil pessoas. É um “termômetro” deste mercado, que desperta cada vez mais interesse e, nadando contra a maré, cresce vertiginosamente.

Linha do Tempo

1º TW SP – 2011

Com o intuito de mostrar ao mundo que o Brasil estava se tornando referência na arte impressa na pele, o tatuador Enio Conte – profissional com mais de 30 anos de experiência – e sua esposa Esther Gawendo, ide-alizaram e realizaram a Tattoo Week, no ano de 2011, na cidade de São Paulo. A convenção foi criada com o objetivo de entregar ao expositor estrutura para divulgação da sua arte, assim como proporcionar ao visitante um contato direto com a cultura da tatuagem e oferecer a todos os envolvidos o intercâmbio cultural. Logo na primeira edição do evento foram expostos 110 stands para um público de 15 mil pessoas.

2º TW SP – 2012

Devido ao sucesso da primeira edição da Tattoo Week, os organizadores realizaram um segundo evento, em 2012, dessa vez em um espaço maior, no Expo Center Norte, também na capital paulista. Nesse ano, o evento contou com 210 stands e um público de 30 mil pessoas – o dobro da primeira edição.

3º TW SP – 2013

O evento que se tornou desejo dos profissionais de tatuagem e body piercings, voltou com ainda mais repre-sentatividade em São Paulo, no ano de 2013. Em sua terceira edição, a Tattoo Week se tornou a maior con-venção da América Latina e segunda maior do mundo, reunindo 270 stands e um público de 35 mil pessoas.

4º TW SP – 2014

O evento que se tornou desejo dos profissionais de tatuagem e body piercings, voltou com ainda mais repre-sentatividade em São Paulo, no ano de 2013. Em sua terceira edição, a Tattoo Week se tornou a maior con-venção da América Latina e segunda maior do mundo, reunindo 270 stands e um público de 35 mil pessoas.

5º TW SP – 2015

Chegou na quinta edição com números ainda maiores e ampla cobertura da mídia brasileira e estrangeira. Em um pavilhão ainda maior (o azul), o evento reuniu 460 stands e 1200 expositores (brasileiros e estrangei-ros). Foram realizadas competições entre os artistas, workshops com profissionais renomados, Miss Tattoo Week, além da presença da artista convidada Megan Massacre, estrela do programa americano, NY Ink.

6º TW SP – 2016

Neste segundo semestre a Tattoo Week promete abalar as estruturas em São Paulo nos dias 22, 23 e 24 de julho, no Expo Center Norte. Nesta sexta edição, a convenção deixa o posto de maior convenção de tatuagem da América Latina e passa a figurar o top da lista de convenções ao redor do mundo após o crescimento de 25% do número de stands e profissionais em relação ao ano anterior. Para esta edição, os organizadores estimaram um público de 55 mil pessoas para os três dias, que irá contar com 575 stands, 115 a mais que na edição de 2015. Cerca de 3400 artistas e entre os países participantes: Argentina, Chile, China, Colômbia, Espanha, Estados Unidos, França, Holanda, Itália, Japão, Peru, Portugal, Venezuela e Brasil.

Ingressos

Você pode adquirir online no site oficial do evento para os três dias de evento.

Espero vocês lá, pois o Blog do Fabão estará presente e trará conteúdos do evento!